De volta à Residência Belotti

Já falei sobre a Residência Belotti aqui há quase um ano, quando a restauração da casa tinha acabado de ser concluída, e ela estava aberta à visitação por tempo limitado. Depois de um tempo, foi inaugurada como espaço de arte e design, bistrô e estúdio coletivo.

 

Como eu contei no texto anterior, a Residência Belotti, construída em 1953 para o casal Medoro e Nine Belotti,  foi uma das primeiras da corrente modernista em Curitiba, projetada pelo genial arquiteto Lolo Cornelsen.  A casa passou quase 10 anos abandonada, até ser inteiramente restaurada. 

Ano passado, marido e eu fomos almoçar lá num sábado. A comida estava ok, o atendimento foi bem fraco e achamos que o peço não compensou, apesar do lugar ser incrível. Na ocasião, lamentei o fato, imaginando que o bistrô não iria muito longe, e era um desperdício um espaço tão especial da cidade estar sendo mal aproveitado.

Hoje estava passando em frente, ainda sem saber onde almoçar, e resolvi entrar. Foi uma ótima ideia! Descobri que o bistrô está sob nova administração há cerca de um mês. O almoço, que custa R$ 23,90, conta com uma entrada, um grelhado e dois acompanhamentos, à escolha do freguês. As opções de hoje eram: para a entrada, salada de folhas verdes com maracujá e lascas de queijo ou salada de grãos com crostini (escolhi essa); entre os grelhados, entrecôte, tilápia (minha escolha) e frango; e para os acompanhamentos, arroz branco ou cateto com legumes, confit de berinjela e pimentões, rondeli de tomate seco e mousse de batata roxa.

  Há mesas no quintal dos fundos ou no jardim da frente, e ambos os espaços são lindos. A comida estava boa e atendimento foi bem simpático.  

Além disso, sempre está rolando uma exposição de arte, há uma loja de produtos descolados e a casa, por si só, já vale a visita. Programinha imperdível para curitibanos e curitilovers em geral.

Anúncios

Projeto 365 dias: dia 05 – momento “eu mereço” ou “banheira: prepare-se que hoje vou lhe usar”

Depois de uns diazinhos de folga, que aproveitei para ler, ver filmes e séries, ajeitar a casa e passar tempo com a família e os amigos, hoje voltei ao trabalho. Então essa segunda-feira foi de acordar cedo e enfrentar novamente a rotina.

Ao término do expediente, a garoa e o cinza não estavam convidativos para a vida ao ar livre, então vim direto para casa. Depois de meia hora pulando na mini-cama elástica que estava encostada havia meses – e esse ano decidi que, se ela não passar a ser usada, será vendida – resolvi preparar um mimo para mim mesma.

Na dúvida se fazia um banho de ervas, de sais (para compensar a ausência de um banho de mar nesse começo de ano) ou de espuma, fiz tudo ao mesmo tempo! 😀

O sal potencializa a espuma de banho. E, embora ervas frescas sejam sempre a melhor opção, dá para dar o truque com um pacotinho desses vendidos em casas de produtos naturais.

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1840.jpg
Banho de ervas energizante, revigorante, espanta preguiça, mau-olhado, inveja… Ou, no mínimo, deixa um cheirinho bem gostoso no seu banho.

Pinguei no difusor umas gotinhas de óleo essencial de lavanda, e acendi um incenso do mesmo aroma. Uma taça de vinho tinto, um bom livro (seguindo com o desafio de leitura) e uma playlist agradável completaram o clima. Créditos também para o marido que, mesmo sem ser chamado, apareceu para encher a taça de vinho que já estava vazia. ❤

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1850.jpg

Como a água é um bem muito precioso para ser desperdiçado, ainda que minha banheira seja pequenina, esse é um prazer que só me permito de vez em quando. Então vale a pena transformar esse momento num ritual de cuidado e relaxamento!

Quem não tem uma banheira, não desanime! Um escalda-pés também pode ser revigorante! Um difusor com uma essência no banheiro quando toma uma ducha, um óleo de amêndoas com algumas gotas de óleo essencial de lavanda espalhado pelo corpo, uma esfoliação com sal de banho (o sal do Himalaya é ótimo e dependendo do local o valor é bem acessível), uma automassagem nos pés… São várias as possibilidades para se tratar com o carinho que você merece.

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1851.jpg
Minha sentinela Samantha fica guardando a porta para mim.

Projeto 365 dias: dia 04 – Almoço no Kan

Hoje bateu uma vontade de comida japonesa, e decidimos ir ao Restaurante Kan, um dos melhores de Curitiba. O rodízio oferece uma variedade razoável de pratos quentes, sashimi e sushi, todos de muita qualidade. À la carte há ainda mais opções.

Dentre os meus preferidos do rodízio estão o niguiri jow massago, o sashimi de polvo ao limão e a lula na chapa. O corte dos sashimis é delicado e os peixes são frescos e firmes.

O atendimento não é extraordinário, mas atende às expectativas. O estacionamento (vallet) normalmente é cobrado (R$ 9,00), mas hoje, por alguma razão, o rapaz disse que não estavam cobrando.

O restaurante é agradável e bem decorado, dividido em diversos ambientes. Eu gosto de ficar ao lado da esteira.

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1819.jpg

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1829.jpg

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1835-0.jpg

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1814.jpg

Projeto 365 dias: dia 03 – almoço no Box Curitiba e mais amigos em casa

O Mercado Municipal de Curitiba possui uma praça de alimentação com opções para todos os gostos e bolsos, de pastel a lagosta. Hoje a pedida foi o Box Curitiba, que oferece massas preparadas na hora e também algumas opções de saladas. Os ingredientes são frescos e a preparo é diante do freguês. Chegue cedo para evitar as filas gigantescas.

IMG_1801
Risoto de camarão ao molho sugo
IMG_1802
Box Curitiba – Mercado Municipal
IMG_1803
Box Curitiba – Mercado Municipal
IMG_1804
Escolha entre massa (espaguete, penne ou talharine), risoto, nhoque ou ravioli, acompanhado de um dos molhos.

Hoje também foi dia de receber amigos em casa! Que coisa boa! Está aberta a temporada de visitas, todos são bem-vindos!

DCIM100GOPROG0040499.

DCIM100GOPROG0030491.

IMG_1809
Acabou o álcool.

Projeto 365 dias: dia 02 – Um projeto DIY e uma visita especial

Uma coisa que adoro fazer é restaurar objetos, reciclar, transformar. Quando o resultado fica bom, a satisfação é em dobro: fico feliz por ter evitado que algo virasse lixo ou entulho, e ainda posso contar para todo mundo: “fui eu que fiz”. 😀

Hoje concluí um projeto DIY (do it yourself, ou, em português, faça você mesmo) que iniciei há alguns dias. Bem na verdade, tudo começou há vários meses, quando, ao sair de um posto de gasolina, vi uma porta de armário jogada fora, e fiz o meu gentil e paciente marido parar e me ajudar a colocar no carro para levar para casa.

Minha ideia inicial era transformá-la numa cabeceira para a cama. Porém, por ser de madeira maciça, ela é muito pesada, e seria difícil fixá-la, suspensa na parede. E, pouco tempo depois, decidimos nos mudar, então a tal porta ficou encostada na área de serviço, enquanto procurávamos o apartamento que iríamos alugar.

Na mudança, contrariando as esperanças do marido, trouxe a porta junto. Já aqui no apartamento, tive a ideia de fazer com ela uma chapeleira. Comecei removendo as dobradiças e vidros, limpei, lixei e pintei com tinta spray na cor branca. E ficou péssimo. Não somente porque errei a mão na pintura e deixei alguns defeitos, mas porque aquela porta branca na parede branca realmente não ficou legal. Ela passou mais uns meses encostada na área de serviço, sendo escalada pela minha gata Samantha, que deixou várias marcas de patinhas ao longo da estrutura.

Um dia, finalmente, tive a ideia de revesti-la de tecido. Comprei uma chita bem colorida e barata. Comprei também 4 ganchos e 4 puxadores de gaveta, daqueles de porcelana, para figurarem também como ganchos. Revesti ainda uma pequena prateleira que eu já tinha, para ficar no topo da chapeleira e colocar vasinhos de plantas.

Nos últimos dias, com a porta já inteira revestida, meu marido me ensinou a usar a furadeira e outras ferramentas para fixar os ganchos e a prateleira, o que foi bem divertido. Hoje, finalmente, terminei minha obra, e fiquei super feliz com o resultado! Veja o antes e depois:

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1793-0.jpg

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1794-0.jpg

Na parede atrás do primeiro vão, fixei esses espelhinhos provençais que, desde a mudança, estavam encaixotados, esperando eu encontrar o lugar ideal para eles.

 

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1795-0.jpg

Depois do sucesso do projeto da chapeleira, ajeitei a casa para receber uma amiga querida.

sala de jantar

10395165_10153001184524940_6690444732082990323_n

E assim foi o #dia02 do Projeto 365 dias. 🙂

Desafio de leitura 2015

Vi essa lista no 9gag e não sei de quem é a autoria. Como estou no clima de desafios, e leitura nunca é demais, decidi traduzir e postar aqui para quem se interessar. Esse é um desafio no qual não existe a possibilidade de fracasso: na pior das hipóteses, se não conseguir concluí-lo, terei lido uma porção de livros, e isso não tem como ser ruim. Vamos tentar?

  • Um livro com mais de 500 páginas
  • Um romance clássico
  • Um livro que virou filme
  • Um livro publicado esse ano
  • Um livro com um número no título
  • Um livro escrito por alguém com menos de 30 anos
  • Um livro com personagens não-humanos
  • Um livro engraçado
  • Um livro de uma autora mulher
  • Um mistério ou thriller
  • Um livro com um título de uma palavra
  • Um livro de histórias curtas
  • Uma história que se passa em outro país
  • Um livro de não-ficção
  • O primeiro livro de um escritor popular
  • Um livro de um autor que você ama e que não leu ainda
  • Um livro recomendado por um amigo
  • Um livro vencedor do Prêmio Pulitzer
  • Um livro baseado numa história real
  • Um livro do final da sua lista de livros para ler
  • Um livro que sua mãe ama
  • Um livro que assusta você
  • Um livro com mais de 100 anos de idade
  • Um livro totalmente baseado na sua capa
  • Um livro que você deveria ter lido na escola e não leu
  • Uma autobiografia
  • Um livro que você pode terminar num dia
  • Um livro com antônimos no título
  • Uma história situada num lugar que você sempre quis visitar
  • Um livro lançado no ano em que você nasceu
  • Um livro com críticas ruins
  • Uma trilogia
  • Um livro da sua infância
  • Um livro com um triângulo amoroso
  • Uma história que se passa no futuro
  • Uma história que se passa no ensino médio (high school)
  • Um livro com uma cor no título
  • Um livro que faça você chorar
  • Um livro com mágica
  • Uma graphic novel (história em quadrinhos)
  • Um livro de um autor que você nunca leu antes
  • Um livro que você tem mas nunca leu
  • Uma história que se passa na sua cidade natal
  • Um livro originalmente escrito em outra língua
  • Uma história que se passa no Natal
  • Um livro escrito por um autor com as suas iniciais
  • Uma peça
  • Um livro censurado/banido
  • Um livro que virou uma série de TV ou foi baseado em uma
  • Um livro que você começou e não terminou

Boa leitura!

/home/wpcom/public_html/wp-content/blogs.dir/8e7/68518295/files/2015/01/img_1774-2.jpg

Projeto 365 dias

Mais um ano começa. 2014 foi um bom ano para mim, como são todos os anos da minha vida – cada um melhor do que o anterior. Fiz minha retrospectiva e gostei dos resultados que alcancei. Mas ele já é ano passado, e prefiro falar sobre o presente. E o futuro.

Para ser honesta, vou falar ainda uma vez sobre o passado, para lembrar do desafio 100 dias felizes, que me tirou da zona de conforto e me fez buscar novas experiências, conhecer pessoas e lugares diferentes. E, no final, fiquei com aquela agradável sensação de vitória.

Desafios funcionam melhor para mim do que metas. Especialmente se eu for desafiada por outra pessoa, ou se tornar público meu desafio. Fica mais chato desistir no meio do caminho quando tenho pessoas torcendo por mim.

Pensando no sucesso dos 100 dias felizes e sobre a importância de fazer coisas diferentes para que a vida não passe sem a gente perceber, decidi em 2015 me propor um desafio mais audacioso: começo hoje o Projeto 365. Todos os dias, vou postar uma foto de um momento especial.

Nem todos os dias têm momentos especiais? Claro que têm, basta querer. Levar o desafio a sério é a garantia de que uma segunda-feira chuvosa ganhe um motivo para ser lembrada no futuro, em vez de ser apenas mais um dia de envelhecimento.

É preciso buscar e trabalhar pelas grandes conquistas, sem deixar de valorizar pequenas joias da vida. Quantos instantes de genuína alegria são esquecidos porque deixamos de registrá-los? Claro que a ideia não é parar no meio da diversão para produzir séries de selfies milimetricamente arquitetadas. Mas um breve registro não vai matar o momento de alegria de ninguém, e garantirá que ele seja lembrado por muito tempo. Não dá pra confiar só na memória.

É claro que o Projeto não precisa começar no primeiro dia do ano. Se você se animar, pode iniciar quando quiser, e o projeto termina no mesmo dia do ano seguinte.

Para o primeiro dia, vão aí dois momentos especiais: a festa da virada do ano, na casa de amigos, e a pizza feita em casa para o jantar. Sim, a festa começou no ano passado, mas após a meia-noite a diversão seguiu por mais 4 horas. Não tem jeito melhor de celebrar a chegada de um novo ano do que assim: ao lado de pessoas amadas!

FullSizeRender

E já que está tudo fechado na cidade nesse feriado, para matar a vontade de comer uma pizza – a comida que abraça –  jeito foi literalmente botar a mão na massa. Valeu a pena! Teve até pizza doce para a sobremesa.

IMG_1768

Mesmo que você não se empolgue para o Projeto 365 dias, aceite ao menos esse desafio: faça o melhor que puder com cada dia de 2015. Não espere que o acaso traga coisas boas, faça-as você mesmo. 🙂

Programação cultural da semana – Curitiba – 18 a 22 de junho

Teatro Paiol - Curitiba
Teatro Paiol – Curitiba

Peço perdão pelo atraso na publicação da programação cultural essa semana. Meu irmão lindo se submeteu a uma longa e complexa cirurgia ontem, razão pela qual desde os dias que a antecederam eu não consegui pensar em mais nada. Felizmente, a cirurgia foi um sucesso, o lindão está se recuperando bem, e lentamente estou voltando a pensar em outros assuntos. Aproveite que ainda dá tempo de curtir muita coisa boa em Curitiba essa semana! VÁRIOS PROGRAMAS GRATUITOS, E MUITOS SÃO SÓ ATÉ HOJE! CORRE!

CINEMA

Mostra Do Prelo ao Pixel: 21, 28 de junho e 05 de julho, das 14h30 às 18h30, no Centro de Arte Digital – MuMA / Portão Cultural. Entrada franca. Informações: http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/cinema/agenda/mostra-do-prelo-ao-pixel

Mostra de Cinema Espanhol “Histórias de Futebol”, na Cinemateca de Curitiba, Entrada franca:

  • Dia 19: 16h – El Sueño de Ivan (2011); 18h – Dias de fútbol (2003); 20h – Rivales (2008).
  • Dia 20: 18h – En Fuera de Juego (2011); 20h – Rivales (2008).
  • Dia 21: 18h – Dias de fútbol (2003); 20h – Rivales (2008).
  • Dia 22: 16h – El Sueño de Ivan (2011); 18h – Dias de fútbol (2003); 20h – En Fuera de Juego (2011)

Programa Cultura e Religiosidade Popular (programa composto por quatro curtas-metragens de Geraldo Sarno e Eduardo Escorel): até 30/07/2014, de terça a domingo, às 17h30, no Cine Guarani – Portão Cultural. Entrada franca.

Hoje Eu Quero Voltar Sozinho: 13/06/2014 a 25/06/2014, de terça a domingo, 18h30 e 20h15, no Cine Guarani – Portão Cultural. Ingresso: R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia-entrada).

Exibição do programa ANIMAÇÕES INFANTIS: 13/06/2014 a 09/07/2014, de terça a domingo, 16h00, no Cine Guarani – Portão Cultural. Entrada franca.

DANÇA

Input (DesCompanhia de Dança): até 29 de junho (quinta a sábado, 20h, domingo, 18h), no Teatro Antonio Carlos Kraide. Entrada franca. Mais informações: (41) 3229-4458 / 3233-8034 / 9601-8553.

A Loucura de Bispo: até 22 de junho, no Memorial de Curitiba – Sala Londrina. Entrada franca. Mais informações: http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/danca/agenda/espetaculo-a-loucura-de-bispo

CIA. ELIANE FETZER DE DANÇA CONTEMPORÂNEA (espetáculo contando lenda das Cataratas do Iguaçu): 18/06/2014, às 20h30, no Guairão. Entrada Franca

EXPOSIÇÕES

A Magia de Miróaté 20 de julho de 2014 (terça-feira a domingo), na Caixa Cultural. Entrada franca. Mais informações aqui: http://www20.caixa.gov.br/Paginas/Releases/Noticia.aspx?releID=189

Viagens Fotográficas: até 22 de junho, 9h às 12h e 13h às 18h (3ª a 6ª feira); 9h às 14h (sábado, domingo e feriados), na Casa Romário Martins. Entrada francaInformações: http://www.fundacaoculturaldecuritiba.com.br/patrimonio-cultural/agenda/viagens-fotograficas

 

Invasão: Somos Dois e Somos Muitos: até 30 de junho, no Paço da Liberdade. Entrada franca. Informações: http://www.sescpr.com.br/unidades/sesc-paco-da-liberdade/

Encantos de España: até 20 de julho, na Casa de Leitura Miguel de Cervantes, na Praça de Espanha, com a participação de artistas brasileiros e espanhóis.

Confira também a programação do MON (Museu Oscar Niemeyer) (ingressos R$ 6,00 e R$ 3,00) e do MAC (Museu de Arte Contemporânea do Paraná) (entrada franca).

FESTIVAL

IMIN MATSURI – 24º Festival da Imigração Japonesa: dias 21 e 22 de junho. As atividades começam às 11:00 horas, nos dois dias do evento. A abertura oficial será no sábado (21) às 14:00 horas, seguido do tradicional motitsuki (preparo do moti – bolinho de arroz). Na sequência iniciam-se as apresentações no palco: bon odori (dança folclórica com a participação do público), nihon buyou (dança tradicional japonesa), yosakoi soran (dança moderna dos festivais do Japão), karaokê (infanto-juvenil e cantores de destaque em Curitiba), taiko (tambores japoneses – grupos Wakaba e RKMD), Karis Kids, matsuri dance e cosplay. Na Expo Renault Barigui, Parque Barigui – Curitiba, PR. Ingressos: 5,00 (Isenção até 5 e acima de 65 anos)

Empório El Día E – celebração dos países hispânicos: dias 21 e 22 de junho. No sábado haverá apresentação de danças típicas e músicas do Paraguai, Bolívia, Colômbia, Peru, Costa Rica e Espanha, a partir das 14h até as 20h. No domingo as atrações serão às 14h e às 16h. Diversos restaurantes participam com stands oferecendo culinária típica dos países hispânicos. Mais informações: http://madapereira.blogspot.com.br/2014/06/praca-da-espanha-promove-el-dia-e.html

LITERATURA

Copa Literária: Exposição de livros de autores dos 32 países que participarão da Copa do Mundo no Brasil, além de curiosidades sobre seus hinos. Com equipe da Casa da Leitura. Até 11 de julho, de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 17h30, na Casa da Leitura Osman Lins. Entrada franca.

MÚSICA

Passado de Glória – Monarco 80 anos: 21/06/2014 a 22/06/2014, às 20h, no Teatro do Paiol. R$ 40,00.

Arnaldo Freitas e Viola Quebrada: 19/06/2014, às 20h30, no Teatro do Paiol. R$20,00 e R$10,00 (meia).

Música nos Parques: 22 de junho, a partir das 10h, nas Ruínas de São Francisco: 10h João Egashira e Grupo, 11h As Rosas não Calam – 10 anos da Rosa Flô, 12h Serra acima – Música de Viola nos Parques Curitibanos, 13h Show Volátil, com Iria Braga e Davi Sartori. Entrada franca.

Música nos Parques: 22 de junho, a partir das 13h, no Parque Atuba: 13h Molungo nos Parques, 14h Cordas e Sanfonas, Um Passeio Musical pelo Parque, 15h Jazz Cigano Quinteto. Entrada franca.

Camerata Antiqua de Curitiba – Em torno de Bach: 21 e 22 de junho, às 18h30, na Capela Santa Maria. Ingressos: R$30 e R$15.

Canja de Viola: todos os domingos, das 14 às 18 horas, ocorre no Teatro Universitário de Curitiba (TUC) a Canja de Viola, com apresentação de 25 cantores ou duplas, apresentando músicas autorais ou interpretadas. Entrada franca.

Mulheres Cantam Chico: 18 de junho, às 20h, no Paço da Liberdade. Comerciário: R$ 5,00. Não comerciário: R$ 10,00.

TEATRO

Mostra Novos Repertórios, no Teatro Novelas Curitibanas, Entrada franca:

  • 17 e 18 de junho, às 20h – Peça “Descartes com Lentes”, pela Companhia Brasileira de Teatro;
  • 18 de junho, às 16h – Mesa Redonda “Fisicalidade da palavra em cena”, Mediação de Marcio Abreu;
  • 24 e 25 de junho, às 20h – Peça “JukeBox”, de Vigor Mortis;
  • 25 de junho, às 16h – Mesa Redonda “Possiblidades de criação cênica a partir da linguagem”, Mediação de Paulo Biscaia Filho;
  • 01 e 02 de julho – Peça “Com Amor”, Teatro de Breque;
  • 02 de julho, às 16h – Mesa Redonda “Cinema como ferramenta da construção cênica”, Mediação de Nina Rosa Sá;
  • 08 e 09 de julho – Peça “Circo Negro”, pela CiaSenhas de Teatro;
  • 09 de julho, às 16h – Mesa Redonda “Dramaturgia fragmentada na construção da cena”, Mediação de Sueli Araujo.

 

Nhá Pipoca e Nhô Pinhão (teatro de bonecos)19 a 22 de junho, 15h e 17h, R$ 15,00 e R$ 7,50 (meia), no Teatro de Bonecos Dr. Botica.

Um Carvalho: 19 de junho a 20 de julho, 20h, no Teatro Novelas Curitibanas. Entrada franca.

Colecionador de Histórias15 a 22 de junho, 11h, no Teatro do Piá. Entrada franca.

Buraco da Fechadura: 20 a 29 de junho, 20h, no Guairinha. R$ 30,00.

Ouve-me com teu corpo inteiro: até 29 de junho (quinta a sábado, 21h, domingos, 20h), no miniauditório do Guaíra.  Preço Único: R$30,00.

Bimbo (infantil)até 29 de junho (sextas a domingos às 16h), no miniauditório do Guaíra. Ingressos R$ 30,00 e R$ 15,00 (meia entrada). Mais informações: http://www.paranashop.com.br/colunas/colunas_n.php?op=lazer&id=249688

Gostou? Se você for a uma das atrações que viu aqui, conte pra gente! Se compartilhar em alguma rede social, marque o #tokaoki!

Não deixe para depois

1525251_10152510223054940_7215196580108874586_n

Mais uma semana se passou. O que você fez?

Não me fale de números, relatórios, processos. O que você conquistou?

Sim, eu sei que você trabalhou, ou ao menos foi ao trabalho. Eu sei que o piloto automático esteve ativo. O que você ganhou?

Não, não quero saber de dinheiro. Falo de vida.

Quem você amou? Quem você fez sorrir? Ao se olhar no espelho, o que viu além de cansaço? Quanto tempo dedicou ao que faz você feliz? O que você aprendeu? Quantas vezes riu até perder o fôlego?

Quanto cresceu nessa semana o seu patrimônio imaterial? Das coisas que aconteceram nos últimos dias, quantas você vai querer contar aos seus netos? Quantas terá esquecido até a próxima segunda-feira?

Se você passou 5 dias esperando ansiosamente pelo final de semana, o que fará com ele agora que ele chegou?

Descansar é ótimo e necessário. Mas não adie o melhor da vida. Segundas-feiras são inexoráveis. Elas chegam mesmo que você, por distração, tenha deixado o sábado passar sem ser notado. E que, por preguiça, tenha dormido o domingo inteiro.

Coloque em prática aquele projeto para sua casa. Visite quem faz falta. Escreva uma carta. Faça um piquenique, ande de patins. Role no tapete com seus sobrinhos, abrace sua avó. Faça um bolo, empine pipa, corra com seu cachorro. Faça uma pequena viagem. Faça turismo na sua própria cidade. Encare um desafio. Vença uma aposta, mesmo que consigo mesmo. Faça uma surpresa romântica. Experimente um restaurante novo. Leia um livro, mas não no canto de sempre na sua casa: pode ser no parque, na praça, num café, numa livraria. Mude o cenário. Conheça gente nova. Veja um espetáculo de música, dança ou teatro. Ou todos. Vá ao museu.

O problema das coisas que podem ser deixadas para amanhã é que elas podem ser deixadas para semana que vem e assim por diante. Não deixe para depois. O depois pode simplesmente não chegar.

Mais uma semana se passou. O que você fez? E o mais importante: o que vai fazer?

Festival Olhar de Cinema em Curitiba

 

Imagem

Vai até 05/06/2014 a terceira edição do Olhar de Cinema – Festival Internacional de Curitiba. Além da exibição dos filmes e das premiações, também ocorrem palestras, debates, seminários e oficinas.

O Festival tem ainda uma mostra dedicada ao trabalho de Stanley Kubrick, exibindo nove dos mais importantes longas do diretor: “Glória Feita de Sangue”, “O Grande Golpe”, “Dr. Fantástico”, “Nascido para Matar”, “Barry Lyndon”, “O Iluminado”, “Laranja Mecânica”, “De Olhos Bem Fechados” e “2001: Uma Odisseia no Espaço”.

Para melhorar, as entradas custam R$ 5,00 (inteira) e R$ 2,50 (meia). Corre!

Toda a programação do festival e outras informações estão disponíveis no site do evento.